Season Review 2011

Faltando muito pouco para o início da temporada 2012 da Formula 1, a FOM divulgou o vídeo com a Season Review da temporada 2011. O grande astro do vídeo, como seria de se prever, é o alemão Sebastian Vettel. O resultado são 5 minutos de imagens frenéticas magistralmente editadas (como é praxe nos video edits da F1) que relembram as vitórias, as fofocas, os bastidores e todo o frenesi da temporada que passou.

.

Flying lap: Desta vez a FOM investiu em um lado mais emocional, ao personificar o bicampeão Vettel como um menininho que via Michael Schumacher pela televisão e sonhava com as pistas de automobilismo. Foi um acerto enorme para uma categoria que é conhecida por condutas esportivas, digamos, não-ortodoxas, e por cultivar uma ética, por assim dizer, duvidosa. Nunca me esqueço do post de final de temporada do blog oficial da GP2, quando o campeão Timo Glock declarou seu desconsolo por ter que abandonar aquele ambiente de amigos para ingressar na jaula dos leões da F1. A verdade é que a Formula 1 sempre nos ganhou pelo coração. O coração de pilotos que arriscam tudo numa curva, que completam uma prova sem marchas, que chegam às vias de fato nos boxes. A Formula 1, para os fãs, é um esporte de paixão, e é muito bom saber que as pessoas que estão no comando ainda entendem isso.

.

Derrapada: O clímax da temporada é em Suzuka. É de lá que vêm as imagens em câmera lenta da comemoração do título, as champanhes pipocando e a chuva de papel picado caindo lentamente. O que sobrou para a última corrida da temporada (coincidentemente, no Brasil)? Nada! Absolutamente nada.  O GP Brasil 2011, pelo menos na Season Review, foi um grandissíssimo zero à esquerda. São os inconvenientes de ser o gran finale de uma temporada onde a dominação de um único carro é absurda. Esperamos que neste ano o GP de Interlagos seja protagonista, e não figurante, nos melhores momentos da temporada.

Anúncios

Pérolas do Galvão

Enquanto não é dada a largada para a temporada 2012 da F1, e a gente fica tentando decifrar o que pode esperar de cada carro com base nos testes de Jerez e na análise desses bicos bizarros, nada melhor do que dar uma descontraída com uma das grandes atrações do circo: as narrações do Galvão Bueno.

Eu tenho que admitir que, embora 99,9% dos telespectadores reclamem do Galvão, a transmissão da F1 perderia metade da graça sem ele. O cara já soltou pérolas antológicas durante as corridas, como a da famosa “reta curva”. Por isso, em 2010 eu resolvi começar uma coletânea das Pérolas do Galvão. Ano passado não consegui gravar as corridas, por isso a coleção ainda está pequena. Por enquanto, temos que nos contentar com o Petkovic na Formula 1 e o Lucas “Disgrassi”. Mas com certeza este ano o Galvão não vai deixar de nos brindar com muitas pérolas. Alguém duvida?

.